Análise| Predadores (2010)

4.8 (96.67%) 6 votes

Royce (Adrien Brody) acorda em queda livre sem entender exatamente o que está acontecendo, jogado em uma selva junto com mais sete pessoas um tanto quanto peculiares. Logo o mercenário descobrirá que ele e os demais presentes, não são os únicos nessa selva. Mas não se engane, aqui não há mocinhos (e nem mocinha). Forças especiais russas, traficante de cartel, o mais procurado pelo FBI, yakuza e frente revolucionária. Será mesmo que pode haver algo pior que eles nessa selva? Primeiro filme da franquia a não contar com o produtor John Davis, Predadores marca o retorno dos caçadores camuflados ao cinema após 20 anos longe das telonas. A ideia era bem antiga, Robert Rodriguez que a principio seria o diretor mas acabou ficando como produtor, teria apresentado a o projeto em 1994 para a 20th Century Fox, mas por se tratar de um orçamento muito alto, o projeto foi engavetado e 15 anos mais tarde, recebeu sinal verde com o estúdio pedindo um novo roteiro. Seu título tem um duplo sentido pois segundo o Robert, tanto os humanos quanto os predadores podem ser caçados aqui.O longa é o terceiro filme da franquia em linha cronológica , sem contar os dois Crossover de Aline Vs predador (2004-2007) que são ignorados aqui e além disso, assim como seus antecessores que sempre trazem algo de inovador para a franquia, o terceiro longa conta com uma nova espécie de predador. Em dado momento do filme, descobrimos que existem duas espécies de caçadores intergaláticos, e que os mesmos tem uma rixa, chegando a caçar uns aos outros, ou seja: quando essas duas espécies de predadores se encontram, o pau quebra! A continuação de 2010 tem ligação direta com o primeiro filme (1987) e se passa numa selva em outro planeta, fazendo menção ao mesmo sufoco que Dutch (Arnold Schwarzenegger) passou, deixando claro o desafio que os “sortudos” podem esperar, já que é dito que somente uma única pessoa sobreviveu, mesmo depois de ter toda sua equipe caçada por uma criatura brutal com uma capacidade incrível de se camuflar.

Buscando inspiração no filme original e rodado em 53 dias, Predadores de 2010 trás um elenco fortíssimo e bem carismático, entre eles, o já citado Adrien Brody (ganhador do Oscar em O Pianistas-2002), a brasileira dona de um talento único e que faz bastante sucesso fora das terras tupiniquins, Alice Braga (Eu Sou a Lenda-2007) que da continuidade a presença latina na franquia (como rola no original com Elpidia Carrillo e sua sequência de 1990 com Maria Conchita Alonso) e muitos outros Laurence Fishburne, Danny Trejo, Mahershala Ali, Walton Goggins, Oleg Taktarov, a lista é grande, rsrs. Dentre os atores de corpos que dão vida os caçadores de outro planeta, gostaria de destacar Derek Mears, talvez você não conheça seu rosto mas com certeza já o viu em Sexta feira 13 – 2009 dando vida a ninguém menos que Jason Voorhees (que na minha humilde opinião, é o melhor Jason ). Logo, já é de se esperar uma ótima atuação também por parte do monstro invisível que aqui são um pouco menor que nos dois filmes antecessores que superavam os dois metros, nada que estrague o mérito do filme . A principio, a escolha de Brody como um dos personagens não foi muito bem vista, mas segundo Nimród o diretor que queria alguém com o biotipo diferente, soldados tem que ser durões e não necessariamente grandões como Schwarzenegger que no roteiro original teria até uma participação junto com Danny Glover mas que ficou fora no roteiro final.

O filme é indicado pra quem curte uma boa ação, ficção e quem adora efeitos especiais. E se você é fã ou curte muito a franquia e está ansioso por ver O Predador, novo longa que está prestes a estrear, não deixe de ver ou rever Predadores, filme dirigido por Nimród Antal e produção de Robert Rodriguez com seu incrível elenco.

 

Nota: 

 

Leave a Reply

%d bloggers like this: