Perfil – Hermione Granger

5 (100%) 2 votes

Conforme dito exaustivamente em outros textos similares da coluna de Harry Potter, a literatura infanto-juvenil leva inevitavelmente seus leitores a encontrar identificação com os personagens que permeiam as histórias. Ávidos por compreensão e resolutos na tarefa de conseguir se encaixar em padrões e compreender a própria complexidade, quem consome os livros procura um pouco de si mesmo nas páginas.

Harry Potter trouxe isso para inúmeras crianças. Seja com o perfil desventurado e solitário do próprio Harry, o ofuscamento por uma família grande e sem recursos como aconteceu com Rony Weasley ou, ainda, com a inteligência, incompreensão, astúcia e desafios de ser uma menina que tem como objetivo a persecução do conhecimento – como a protagonista da presente matéria, Hermione Granger.

Hermione Jean Granger nasceu em 19 de setembro de 1979 e é filha de pais trouxas (os dentistas Granger, de Londres). Sem sangue mágico nas veias, os bruxos tiveram como filha a nascida trouxa que se tornaria uma das bruxas mais brilhantes de todos os tempos. Hermione começou a frequentar Hogwarts em 1991.

Diferentemente de outros bruxos, que se sentem à vontade com a atmosfera mágica que permeia o castelo e cresceram sabendo tudo sobre Hogwarts, Hermione se sentia solitária e atrasada por não ter tido conhecimento sobre o mundo mágico até os 11 anos de idade, quando recebera a carta. Procurou, então, saber todos os detalhes que lhe faltaram durante o começo da infância nas páginas de todos os livros que pudera ler. Devorou Hogwarts, uma história, de Batilda Bagshot, e entrou no primeiro ano de aulas sabendo muito mais do que inúmeros nascidos bruxos.

O perfil ávido por conhecimento de Hermione, sempre com a resposta na ponta da língua, desesperada para demonstrar o que sabia aos professores (numa tentativa de compensar o fato de ser nascida trouxa) fez com que muitos de seus colegas se desagradassem – como o próprio Rony e Harry. No entanto, a inteligência, o altruísmo, a esperteza, coragem e bravura de Hermione fizeram com que ela conquistasse não apenas a amizade, mas o respeito de todos os que o rodeavam.

Durante os seus anos em Hogwarts, Hermione demonstrou muita lealdade. Foi em busca da pedra filosofal com seus amigos, foi petrificada pelo basilisco na tentativa de desvendar o mistério, manipulou com a habilidade de uma adulta o vira-tempo para salvar Sirius e Bicuço, ajudou Harry com as tarefas do torneio tribruxo, formou a Armada de Dumbledore e participou da Batalha do Ministério, tirou a memória dos próprios pais sobre ela para protegê-los das maldades de Voldemort, embarcou numa árdua busca pelas horcruxes e batalhou bravamente na Batalha de Hogwarts.

Aos que param para pensar por um segundo, o que seria de Harry Potter sem a sabedoria, astúcia, atenção nas aulas e nos pequenos detalhes de conhecimento profundo de Hermione? Quantas vezes ele sucumbiria se não fosse Hermione ao seu lado, com a coragem, bravura, determinação e inteligência acima da média?

Além de um papel importantíssimo para a própria trama (e salvar o pescoço dos melhores amigos em literalmente todos os livros), Hermione foi um ícone feminista, de força feminina, poder e capacidade inigualáveis que se encontram dentro de cada mulher. Quantas meninas não se identificaram – e, mais importante ainda, se inspiraram com a ambição e liderança de Hermione?

A nossa eterna Mione, de palavras difíceis, olhar firme e ao mesmo tempo doce e coração generoso e, além disso, a nossa Ministra da Magia Hermione Granger, nossos parabéns pelo seu aniversário e eterno agradecimento por tanta inspiração!

Leave a Reply

%d bloggers like this: