Morbius | Produtores revelam início das filmagens e mais detalhes sobre o Spiderverso da Sony

Rate this post

Mesmo com um filme abaixo da qualidade esperada, a Sony parece estar colhendo dividendos animadores de sua mais recente produção no mundo dos super-heróis, o vilão Venom. O filme, que já conta com U$ 80 mi de bilheteria só em seu primeiro fim de semana, vem ajudando a projetar futuros filmes do universo do Homem-Aranha, e vários personagens estão na mira para ganharem seu próprio spin off.

Um desses personagens é Morbius, o vampiro criado na fase Roy Thomas e que ficou eternizado nas histórias do Cabeça de Teia.

Segundo os produtores Avi Arad e Matt Tolmach, em entrevista ao site Collider, Morbius será o próximo projeto da Sony para o Aranhaverso, e terá Jared Leto como protagonista.

“Sim. Isso é uma coisa ótima pra nós, que um ator como ele, e um ator com Tom [Hardy] quiseram ter seu próprio personagem. Mas o personagem que eles adoram. Ambos, tanto que nos permitiu consegui-los fazer um filme. Você não pode, de verdade, consegui-los. Sentamos com eles, e todo mundo disse ‘Ah, bla, bla, bla’ e nada. Isso era o que ELES queriam fazer.”

Morbius surgiu no ano de 1971, como um desejo de Thomas de utilizar algo como o Conde Drácula nos quadrinhos.

Arad estimou que o início das filmagens se dará em fevereiro do ano que vem, e que o filme pode, sim, ser para o famigerado, mas ainda eficiente, PG-13 — ou seja, com violência, palavrões, drogas, nudez — ou se o filme será mais voltado para a família.

“[…] Tudo depende da história. Se a classificação PG-13 é necessária para o sucesso da história, então que seja.”

Vale lembrar que Morbius estreou na edição 101 da revista do Homem-Aranha, de 1971, como uma decisão de Thomas em usar algo parecido com o Conde Drácula. Pressionado pela censura dos Syndicates, Thomas decidiu copiar um roteiro de um filme que havia assistido quando jovem, e criou o doutor Michael Morbius, que, ao tentar curar sua doença rara, acaba ficando vítima do vírus do vampirismo, ficando dependente por plasma.

Se a história para o cinema, que, confirmada pelos produtores, será escrita por Burk Sharpless e Matt Sazama, trouxer parte da densidade da fase Thomas, podemos ter uma história complexa e, ao mesmo tempo, livre o bastante para atender aos anseios da Sony que seus spin off possam seguir caminhos autônomos e diversos.

Depois de aparecer como protagonista e coadjuvante nos quadrinhos, Morbius se perdeu no mundo da Marvel.

O problema pode ser que Sharpless é escritor de blockbursters um tanto duvidáveis, como Deuses do Egito, Drácula – a história não contada,  e o filme dos Power Rangers. Em todos esses filmes, trabalhou com Mark Sazama. Os dois quase escreveram a adaptação de Flash Gordon, já há muito especulada. A escrita dos roteiros de Sazama e Sharpless é ação, comédia boba, temas superficiais e análises psicológicas não muito animadoras. Tomara que esse momento da Sony leve os dois roteiristas a ousar mais, pois terão um personagem que permite, e muito, esse tipo de experimento.

Animado com as notícias sobre o Aranhaverso da Sony? Não deixem de conferir, aqui no portal, a análise do mais novo filme baseado no universo do Homem-Aranha, Venom.

Leave a Reply

%d bloggers like this: