Análise | Vingadores: Ultimato

Análise | Vingadores: Ultimato

25 de April de 2019 0 By Danilo Galvao
5 (100%) 3 vote[s]

O Universo Cinematográfico da Marvel ainda consegue surpreender o público em meio a tantas teorias e possíveis vazamentos na internet sobre Vingadores: Ultimato. Até nas cenas pós-créditos eles deixam todos boquiabertos, e não para por aí, há muito por vir ainda nos próximos anos, e espero eu que sejam mais 11 anos de sagas históricas e eletrizantes. A MaxConPE esteve na pré-estreia e pôde ver de perto o desfecho de uma era incrível. Muitas emoções rolaram na sala do cinema, muita gente chorando, e, claro, muita gritaria durante toda a projeção (especialmente do meio para o final do filme).

O filme deu uma boa investida na comédia, já que há um início meio lento, a trama sendo desenvolvida sem pressa, muitos planos dos personagens, e se não houvessem piadas bem localizadas, você poderia dormir no filme, claro, vale lembrar que a pré-estreia foi de meia-noite. Mas, a grande jogada está aí, lembre-se que é um desfecho e lágrimas poderão rolar até o final do filme, quem sabe?!

O roteiro do filme está muito bem amarrado. No que Guerra Infinita foi ação de sobra, Ultimato vem como o cérebro, pontuando dúvidas e questionamentos de todo o UCM nesses 11 anos. Mesmo assim, o roteiro ainda deixa algumas brechas que, com certeza, renderão novos filmes e novas sagas.

A trilha sonora e a mixagem de som estão redondinhas e inserem você em cada contexto apresentado. Se o som da sala de cinema na qual eu estava fosse um pouco mais alto, traria ainda mais emoção, coisa que a Marvel faz muito bem com o jogo de luzes, CGI e áudio. Podemos dividir o filme em 3 partes, cada uma com seu nível de emoções e sensações já que a produção instiga o público a ter uma experiência sensorial, principalmente nas sessões 3D, diga-se de passagem que está perfeito. Ou seja, você é jogado para dentro do UCM.

Em relação ao marketing de Ultimato, algo interessante aconteceu: a Marvel enganou todo mundo! Muitas teorias dos fãs de plantão se concretizaram, e os brinquedos lançados no sudeste asiático também acertaram em vários pontos, mas os trailers e cenas vazadas, foram todas modificadas digitalmente. Tirando as cenas de filmes antigos, que foram postas para fazer um revival do que passou até hoje, tudo foi alterado na base do CGI. Não foi à toa que os atores gravaram diversas cenas várias vezes, para despistar todos os fãs. Mas, é aí que a mágica acontece, e o elemento surpresa aparece para emocionar de vez o público.

Outro ponto forte foi nos créditos finais, onde há praticamente um agradecimento a todos que acompanharam os 11 anos de UCM, com direito a muito choro na sala do cinema. Fiquem atentos que Vingadores: Ultimato não tem cenas pós-crédito. Nenhuma! Pasmem! Acho que de última hora decidiram retirar para surpreender os fãs futuramente, já que o UCM vai passar uma temporada sem lançar nada.

Primeiras impressões? Assista sem medo. O filme vale cada centavo investido, tem ação na hora certa, comédia bem organizada, a trama é muito bem construída e evolui com o passar das 3 horas de projeção, emociona do início ao fim, porque, querendo ou não, é o final de uma era, e não sei se os sorrisos eram para esconder a tensão do que poderia rolar logo na sequência. A produção não decepciona em nenhum momento. Não foi um simples filme de super-heróis, mas sim um evento, e todos foram juntos ao cinema como uma família. A família Marvel. E cada filme lançado ao longo desses anos, confluíram em Ultimato.

O telespectador sai da sala de cinema satisfeito, com o coração na mão, e, também, com alguma dúvidas, já que alguns detalhes que surgiram durante a trama não foram explicados, o que já deixa as anteninhas em pé para Homem-Aranha 2 – Longe de Casa que será lançado em Maio e poderá lançar novas teorias e novas cenas pós-créditos. Inclusive, acho que foi da preferência pessoal dos produtores e diretores fazer um filme enxuto, que encerrasse ali, sem as famosas cenas pós-créditos. O filme é realmente único.

Em breve, nós da MaxConPE faremos uma análise mais detalhada, comentando as cenas, os efeitos e tudo mais. Tive a difícil missão de escrever esse texto logo após o término da sessão, e confesso que ainda estou comovido, balançado, sei lá, sem palavras para explicar o que acabei de ver. Por enquanto, fica essa análise sem spoilers com as primeiras impressões para que você tenha certeza que não vai se arrepender de vivenciar Vingadores: Ultimato.

Nota: