Análise | Thor: Vikings

Rate this post

Junto com Glenn Fabry, Garth Ennis monta essa estranha aventura do Deus do trovão. Misturando zumbis com vikings e mitologia nórdica, lógico. Lançada em 2003 pelo selo Marvel Max, a série conta a história de um barco viking que vaga pelo espaço-tempo com sua tripulação amaldiçoada, sem poder morrer, atracando na cidade de Nova York.

Com sangue em excesso e violência exagerada, Ennis bota em seu roteiro o que todos os leitores do seu trabalho conhecem e já estão acostumados. Pura violência gráfica, enaltecida com a arte de Glenn Fabry que faz uma coisa que não é muito comum em mensais de hoje em dia, capa e miolo, com apenas as capas realizando o lápis, arte-final e pintura.

É preciso saber de que apesar de ser uma excelente historia, nao serao todos os tipos de públicos que irão gostar, vide Preacher que divide opiniões até hoje, com a série finalizada há mais de 15 anos.

Não é preciso dizer mais nada além do roteiro excelente e dos desenhos fabulosos. Apenas vá comprar. É previsto que o encadernado de Thor: Vikings será lançado na CCXP 2017, aproveitando a presença do ilustrador Glenn Fabry no evento, por isso, se estiver no evento não perca a oportunidade de sair daí com um exemplar autografado dessa obra imperdível. 

Leave a Reply

%d bloggers like this: