Análise | Em Ritmo de Fuga

5 (100%) 1 vote

Em Ritmo de Fuga (Baby Drive) é um filme dirigido por Edgar Wright, homem por trás de filmes como Chumbo Grosso (2007), Heróis de Ressaca (2013) e Todo Mundo Quase Morto (2004). O novo filme de Wright conta a história de Baby (Ansel Elgort), um rapaz com uma peculiaridade bem especial. Baby adora ouvir musica todo tempo, tornando-as sua trilha sonora de vida e facilitando a sua condição física, pois a musica silencia um zumbido causado por um acidente na infância. Baby também é o piloto de fuga de um grupo de criminosos liderados por Doc, protagonizado por ninguém menos que o talentoso Kevin Spacey, que recentemente está envolvido em polêmicas bem pesadas. Baby é muito bom atrás do volante, deixando isso bem claro nos primeiros 6 minutos de filme, momento que cativa qualquer um que aprecie um bom filme.

 

O grande problema é que Baby não quer mais essa vida pra si e vai tentar a todo custo sair dessa situação. O astro de A Culpa é das Estrelas entra literalmente no personagem e nos entrega um garoto tímido, muito reservado, com manias e trejeitos interessantíssimos e marcas do seu passado estampadas em seu rosto.Parece que o personagem baby foi escrito literalmente para Ansel.  Mas ele não é o único destaque no filme, todos os atores dão um show de atuação. Jamie Foxx que o diga, o ator interpreta Bats um bandido totalmente instável, mas muito inteligente que tem frases e momentos bem marcantes. Já Jon Hamm da vida a Buddy. Pode não parecer mas Buddy não mede esforços para conseguir o que quer. Hamm é par romântico de Eiza Gonzáles, a não tão mocinha Darling. E não se engane com esses dois, você ficara muito surpreso com o desenrolar do filme que tem seu roteiro muito bem amarrado do começo ao fim. O elenco também conta com Lily James como Deborah, a verdadeira mocinha da história e a garota por quem Baby se apaixona. Jon Bernthal também garante uma rápida participação como o mal humorado Griff.

O longa é similar a muitos outros filmes de assalto e fuga que conhecemos, mas isso não quer dizer que você verá mais do mesmo. O filme é bom, muito bom e único em sua premissa, que apesar de simples, tem sua essência.  Os cortes são perfeitos, você não se perde visualmente, em todo momento de ação é possível entender o que se passa de uma cena para outra. Em quase todo o momento o filme em si faz parte da trilha sonora de Baby e isso é incrível de se ver. A sincronização entre a musica com o cantar de pneus do carro ou os tiros, a iteração com o ambiente, o simples ato de colocar o copo na mesa ou de contar dinheiro, tudo isso é muito legal.

A trilha sonora também é muito boa, com clássicos incríveis pra quem curte algumas músicas antigas e outras atuais também, destacando se a cantora Sky Ferreira com sua versão para a musica Easy  e que também interpreta a mãe de Baby. Um verdadeiro flash back ao melhor estilo. O filme é indicado para quem gosta de muita ação, velocidade, musica boa e comédia, tudo na medida.

Assistam Em Ritmo de Fuga, apreciem esse filme incrível e comentem aqui em baixo o que vocês acharam. Tem alguma coisa que você notou no filme?  Comenta também aqui em baixo. Bom filme boa diversão.

 

Nota: 

 

Leave a Reply

%d bloggers like this: