Oscar 2018 | Confira as analises dos curtas de animação indicados ao Oscar 2018

Rate this post

Dear Basketball

O curta é simples porem muito lindo. Trata-se de uma carta de despedida do jogador Kobe Briant transformada em animação. Braint junto com o animador Glen Keane transformara a carta de despedida que o jogador escreveu para o The Player’s Tribune em 2015 anunciando sua aposentadoria do basquete numa animação que parece ter sido feita a lápis e papel, e ficou incrível. A animação descreve em poucos segundo o quanto Kobe é apaixonado pelo esporte desde criança, mas que devido a possíveis contusões e ate mesmo o tempo, fizeram com que o jogador encerrasse sua carreira nas quadras.

Garden Party

Confesso que nos primeiros minutos só apreciei os gráficos desse curta que são incríveis. Mas foi um erro de julgamento corrigido apos alguns minutos, pois os sapos e o ambiente em si parecem contar uma história, algo ocorrido não se sabe a quanto tempo em todo aquele senário. O curta é francês, dirigido e escrito por Gabriel Grapperon, Florian Babikian, Victor Caire, Vincent Bayoux, Théophile Dufresne e Lucas Navarro. Os detalhes são o ponto alto deste curta, detalhes belíssimos. Tudo beira a realidade, os sapos, a água, o jarro de biscoitos, o caviar e outros detalhes ao logo do senário que te surpreendera bastante.

Lou

Esse aqui é muito fofo! Dirigido e escrito por Dave Mullins e produzido pela Pixar Animation Studios, o curta nos apresenta Lou, uma criatura formada a partir de um moletom e duas bolas de baseball que parece cuidar dos brinquedos e das crianças de uma creche e que dará um novo sentido na vida do valentão J.J. O curta retrata também um pouco o bullying ainda na infância e justifica o porquê do comportamento irritante de algumas crianças para com seus amigos. Mas também mostra o quanto faz bem ajudarmos uns aos outros. Coisas que só desenhos da Pixar explicam.

Negative Space

Aqui temos um curta um tanto quanto melancólico por assim dizer. O pai do garoto Sam raramente esta em casa, mas cria uma espécie de elo com o filho ensinando-o a arrumar a mala com o maior numero de itens possíveis para viagem de trabalho, deixando isso de ensinamento para o garoto. A animação francesa é realizada em stop motion e dirigida por Ru Kuwahata e Max Porter. O curta é uma adaptação do poema homônimo de Ron Koertge.

Leave a Reply

%d bloggers like this: