Análise | American Crime Story: The People v. O. J. Simpson

5 (100%) 1 vote

American Crime Story é mais uma série antológica assinada por Ryan Murphy. Nela, cada temporada aborda um crime e seu primeiro ano traz a reconstrução do caso O. J. Simpson, jogador de futebol americano acusado de assassinar sua esposa. A série foi indicada a 22 prêmios Emmy, dos quais venceu 9.

O. J. Simpson foi (e talvez ainda seja) um grande ídolo do povo americano. Seu julgamento é um dos maiores exemplos da questão racial incluída no âmbito criminal e a série soube tocar muito bem nesse assunto, sem soar apelativa e mostrando o caso de maneira bem imparcial, sem definir vilões ou heróis. Com isso, desperta no telespectador um sentimento de dúvida, o que deve guiar aqueles que se dispõem a acompanhar a série até o último episódio.

O elenco também é um grande trunfo do programa. Sarah Paulson, já presente em outras séries de Murphy, interpreta aqui a promotora responsável pelo caso. O mais óbvio seria trazer o próprio O. J. Simpson como protagonista, mas a série é sobre o caso, então a decisão de apresentar a promotora como protagonista foi um grande acerto. Paulson está magnífica e não foi à toa que venceu todas as principais premiações do ramo na temporada. Além dela, vale destacar o desempenho impecável de Courtney B. Vance e Sterling K. Brown. John Travolta cumpre seu papel e David Schwimmer, o eterno Ross, não está tão agradável, mas também não compromete a performance do elenco.

Basta procurar por O. J. Simpson no Youtube e comparar com a série. É uma reconstrução impecável. O trabalho de pesquisa e a competência na execução foram fundamentais para o sucesso do programa. The People v. O. J. Simpson é uma das melhores coisas da TV nos últimos anos e está disponível no Brasil pela Netflix. Atualmente está sendo exibida pelo canal FX a segunda temporada da série, que mostra o caso do assassinato de Gianni Versace.

Leave a Reply

%d bloggers like this: