Análise | Penadinho – vida

5 (100%) 1 vote

O que aconteceria se uma parceria que já vinha num crescente sucesso se alia-se a um projeto de personagens conhecidos da cultura pop? Surgiria a sensível e engraçada Graphic MSP Penadinho – Vida, a visão de Cristina Eiko e Paulo Crumbim sobre a turma do Penadinho, personagens do Mauricio de Souza.

O chamado surgiu através de Sidney Gusman, editor de quadrinhos e responsável pelo selo Graphic MSP. O casal Cris Eiko e Crumbim já são conhecidos do cenário de quadrinhos independente nacional, principalmente por projetos como o Quadrinho A2, em que eles atuam desenhando e escrevendo, a quatro mãos, histórias inspiradas em seu cotidiano de casal e em seu cachorrinho. Esse modo de trabalhar chamou atenção do Mauricio e do Sidão para os convidar a fazer a hq que é o assunto desta resenha. Isso fica bem claro no prefácio escrito pelo próprio Mauricio antes da história em si. Segundo suas próprias palavras, ele teve certeza de que seus personagens sobrenaturais estariam em boas mãos com o casal quando anunciou a graphic publicamente em uma edição da FIQ e presenciou a reação emocionada dos dois.

Isso faz total sentido, quando se tem o foco do argumento dessa obra voltado para Penadinho e sua amada, Alminha. Aqui podemos acompanhar a essência da personalidade de cada membro da turma com um pouco mais de profundidade e humor, em uma aventura divertida de origem dessa turminha.

Tudo acontece quando Penadinho recebe a notícia, através da Cegonha, de que seu amor inconfesso, Alminha, pode vir a encarnar em questão de horas e, assim, pode não mais vê-la. Ele então decide cumprir a promessa que fez de levá-la ao cinema com o intuito de, enfim, declarar-se, porém uma espécie de vilão zumbi “roubador” de almas interfere nesse encontro, sequestrando Alminha. Penadinho, sem pistas sobre seu paradeiro, reúne o resto da turma em busca da sua amada. Começa então essa aventura que fala de amor com lições sobre oportunidade e sobre enxergar o valor de quem está próximo, com uma história repleta de personagens fantásticos e direito a plot twist, tendo ainda (pra quem acompanhava as hqs clássicas desses personagens) um certo ar de nostalgia.

Penadinho – Vida é um deleite visual, narrativo e com todo o tempero do casal de Quadrinho A2 e, pra mim, animador por profissão, foi outro plot twist saber que esses dois já trabalharam em produções de animação (muitas importantes, longas como o Segredos de Kells, Arterix e os Vikings e Uma história de amor e Fúria) e se conheceram em um estúdio de animação.

Penadinho – Vida sai pelo selo Graphic MSP, editora Panini, no valor de R$35 em média.

Leave a Reply

%d bloggers like this: